quarta-feira, 7 de junho de 2017

Frango com Shitake

Receita Diferente de Frango...
Eu sempre fico procurando receitas diferentes para variar as refeições do dia-a-dia. Essa receita eu peguei no programa "Diário de Olivier", achei interessante e resolvi experimentar.
Fiz algumas adaptações na receita. Ao invés de cozinhar o frango na água fervente, eu optei pelo cozimento no vapor. Eu usei peito de frango no lugar da coxa e sobre coxa. E servi com molho tarê no lugar do molho rôti.
Receita testada e aprovada. O prato ficou bem LEVE, SAUDÁVEL e DELICIOSO!!!
Frango com Shitake (receita adaptada do programa Diário do Olivier)
Ingredientes:
6 filés finos de peito de frango
200 g de shitake
azeite de oliva o suficiente
sal e pimenta do reina a gosto

Modo de Preparar:
Limpar os shitakes com um pano úmido e cortar em tiras finas. Reservar.
Aquecer uma frigideira com um pouco de azeite e saltear os shitakes. Retirar do fogo e temperar com sal e pimenta do reino. Deixar esfriar e reservar.
Temperar os filés de frango com sal e pimenta do reino. Reservar.
Cortar um pedaço de papel filme PVC. Colocar um filé de frango por cima, rechear com um pouco de shitakes salteados e enrolar como se fosse um rocambole dando um nó em cada ponta formando cilindros de frango. Repetir o processo até acabar com os filés de frango.
Cozinhar os cilindros de frango no vapor (ou na água fervente) por 30 minutos. Deixar esfriar.
Depois de frio, eliminar o papel filme PVC de cada cilindro de frango e reservar.
Aquecer uma frigideira com um pouco de azeite e dourar os cilindros de frango. Servir com molho tarê (receita está aqui).
Receita LEVE, SAUDÁVEL e DELICIOSA!!!

domingo, 4 de junho de 2017

Pão de Queijo de Tapioca com Cream Cheese

Receita Fácil e Diferente...
Eu achei essa receita muito DIFERENTE. E quem me conhece um pouco sabe que eu não sosseguei até testar a receita (risos). Comprei os ingredientes e fui para cozinha. A receita é muito fácil de preparar. Porém, eu tive que adaptar um pouco a receita porque achei que a massa ficou muito mole e não consegui moldar os pãezinhos. Eu acredito que deve ser o tipo de farinha de tapioca que usei.

De qualquer forma, eu testei e gostei da receita principalmente pela facilidade e rapidez no preparo. 
O pão de queijo ficou crocante por fora e meio massudo por dentro. 
Mas, na minha opinião, a melhor receita de pão de queijo que experimentei até agora é essa aqui que já publiquei no blog.
Pão de Queijo de Tapioca com Cream Cheese 
(Receita adaptada daqui)
Ingredientes:
250 g de farinha de tapioca (eu usei um pouco mais)
400 g de cream cheese (eu usei Philadelphia)
50 g de queijo parmesão ralado (eu usei 100 g deixando um pouco para cobrir os pãezinhos)
1 colher (café) de sal (eu não usei)

Modo de Preparar:
Misturar todos os ingredientes, deixando um pouco do queijo parmesão ralado, até obter uma massa maleável e que dê para moldar bolinhas com as mãos. Acrescentar, caso seja necessário, mais farinha de tapioca. Moldar a massa em formato de bolinhas do tamanho que preferir. Cobrir os pãezinhos com um pouco de queijo parmesão ralado. Colocar em uma assadeira (não precisa untar) com um espaço entre as bolinhas porque elas crescem. Levar ao forno e assar até dourar.
Servido(a)???

terça-feira, 23 de maio de 2017

Inauguração do Restaurante Chiaramonte

Experiência Gastronômica Inesquecível...
Queridos familiares, amigos, seguidores e leitores, 
É com imenso prazer que apresento-lhes o mais novo restaurante Italiano na região do Cambuci - São Paulo. 
Eu fui convidada para a inauguração deste restaurante (10/05/2017) e posso dizer que foi uma noite simplesmente inesquecível. Todos os meus 6 (seis) sentidos foram explorados. É perceptível que todos os pratos foram elaborados com muito capricho e carinho refletindo na aparência (visão), textura (tato), aroma (olfato) e sabor (paladar). Isso tudo regado a uma boa música Italiana (audição) e com a recepção de uma família simplesmente adorável tornando o ambiente familiar e acolhedor (o sexto sentido).
Eu estou ansiosa para retornar a este restaurante com os meus familiares e amigos. Vale a pena conhecer.

E foi com muita simpatia que o Raphael Chiaramonte atendeu ao meu pedido de escrever uma nota sobre a história de sua família e surgimento do Restaurante Chiaramonte Forneria para o meu humilde blog. Querido Raphael, muito obrigada por tudo e segue o seu texto abaixo na integra.

 História da Família Chiaramonte (por Raphael Chiaramonte)

"Há quem diga que o coração da casa é a cozinha. Ali a família e os amigos se reúnem e passam horas entre saborosos pratos, petiscos e boa prosa. Quando um restaurante consegue reproduzir esse mesmo clima, acolhedor e envolvente, a saudável arte dos encontros ao redor da mesa ganham um pitada extra de motivação. Sair de casa para vivenciar esses momentos além de serem estimulantes é também extremamente gratificante. É assim que começa nossa história e a história da Chiaramonte Forneria, com a intenção de proporcionar uma experiência sensorial e inesquecível aos seus clientes.

Assim como a história da Sicília que possui séculos de tradição que vão desde a história antiga século VIII (AC) com Gregos, Persas e Romanos até o período das grandes navegações séculos XV (DC) a história da família Chiaramonte também possui registros de alguns séculos de tradição que vão desde Carlos Magno - Primeiro Imperador Romano século VIII (DC), até a vinda dos imigrantes Italianos (Sicilianos) ao Brasil.

Há alguns anos atrás, meus avós (Oswaldo Chiaramonte e Maria Ana), fizeram uma pesquisa à procura da história de nossa família e antepassados e acabaram não só descobrindo a origem do nome, que vem da Sicília, mas também algumas personalidades ilustres e importantes que carregam nosso nome até os dia atuais. Um deles foi o papa que viveu por volta do século XVII, até a descendência direta à Carlos Magno, que por sua vez deixou grandes obras na Sicília uma delas sendo a Palazzo Chiaramonte na região de Palermo - Norte da Sicília e o povoado de Chiaramonte Gulfi na região de Ragusa - Sul da Sicília.

É com base nesta história e tradição que surge a Chiaramonte Forneria, que além de trazer em sua essência os conceitos da Gastronomia Siciliana e da Família Chiaramonte através de vários cadernos de receitas que são passados por várias gerações de mamas, que dão origem ao seu cardápio com receitas imperdíveis, foi construindo um ambiente aconchegante a fim de proporcionar as melhores experiências a todos os seus clientes e amigos".

Agora eu vou mostrar algumas delícias do Chef Carlos Román para que fiquem com vontade (risos).

Eu vou começar com os petiscos DELICIOSOS que aguçaram o meu paladar com os sabores contrastantes de salgado e doce. A foto mostra um bolinho de peixe com geleia de gengibre.
E agora os bolinhos de carne com geleia de pimenta. O curioso é o palitinho que segura o bolinho. É um palitinho salgado tipo Stiksy da Elma Chips.

A foto abaixo mostra o risoto de polvo com marisco que estava simplesmente MARAVILHOSO!!! Imaginem o sabor e o aroma... Hummm... Este com certeza vou repetir.

A massa LINDA é recheada com muçarela de búfala com um INCRÍVEL molho de limão siciliano, tomate cereja e manjericão.

E as DELÍCIAS não param por aqui... Agora é a vez das sobremesas...
Para começar a Panna Cotta de caramelo com flor de sal com uma textura lisa e leve. ADOREI!!!

Você já viu um brigadeiro com mamadeira??? Brincadeira!!! É um brigadeiro CREMOSO com uma cápsula de Amarula...  DIVINO!!!

E não podia faltar o Tiramisù, sobremesa tipicamente Italiana, que simplesmente estava IMPERDÍVEL!!!
Ficou com vontade??? Segue abaixo o endereço.

Chiaramonte Forneria
Avenida Lins de Vasconcelos, 1771
Cambuci - São Paulo - SP
01537-001
Telefone para reservas: 55-11-5579-0115
http://www.chiaramonteforneria.com.br/
https://www.facebook.com/ChiaramonteForneria/

quinta-feira, 18 de maio de 2017

Carré de Cordeiro com Crosta de Pistache

Almoço do Dia das Mães...
Queridos leitores,
Por favor, não reclamem da repetição de receitas de Carré de Cordeiro. É que eu gostei tanto de preparar essa carne porque ela é muito prática, rápida e deixa o prato com ar de "SOFISTICAÇÃO"!!! E eu aproveitei para elaborar esse prato para o "Dia das Mães" que foi um almoço bem gostoso junto da minha mãe, meu filho e namorada.

Eu ganhei vários presentes da minha querida sobrinha Danielle e aproveitei para dar um toque ESPECIAL para essa receita usando "Maple Syrup" (xarope de bordo) que ela me trouxe diretamente do Canadá.
Querida Danielle, eu amei os seus presentes e demorei para usar o "Maple Syrup" porque queria usar em uma receita ESPECIAL!!! E esse prato ficou simplesmente DELICIOSO com um toque adocicado ao paladar. Muito obrigada!!!
Carré de Cordeiro com Crosta de Pistache (receita a minha moda)
Ingredientes do Carré de Cordeiro:
2 peças de Carré de Cordeiro (aproximadamente 800 gramas)
1 colher (sopa) rasa de mix de temperos (açafrão, tomilho e pimenta calabresa)
2 dentes de alho socados
1 folha de louro 
1 colher (sopa) de vinagre balsâmico
1 colher (sopa) de azeite de oliva
1 colher (sopa) de suco de limão
1/2 taça de vinho tinto
Pimenta do reino a gosto (cuidado se já acrescentou pimenta calabresa)
1/2 colher (sopa) rasa de sal ou a gosto

Ingredientes da Crosta de Pistache:
3 colheres (sopa) de maple syrup (xarope de bordo)
3 colheres (sopa) de mostarda dijon
150 g de farinha de pão seco triturado grosseiramente (tipo farinha de rosca)
100 g de pistache sem casca triturado grosseiramente
sal e pimenta do reino a gosto

Modo de Preparar:
Temperar o Carré de Cordeiro com todos os ingredientes, com exceção do sal, e deixar marinando de um dia para outro na geladeira ou no mínimo por 2 horas (quanto mais tempo ficar melhor).
Tirar o Carré de Cordeiro da geladeira meia hora antes de preparar e depois retirar da marinada. Reservar a marinada.
Aquecer uma frigideira grande com um pouco de azeite e selar o Carré de Cordeiro de todos os lados. 
Devolver o Carré de Cordeiro selado na marinada e acrescentar o sal. Deixar por alguns minutos.
Enquanto isso, aquecer o forno a 220 graus célsius por aproximadamente 10 minutos.
Triturar grosseiramente a farinha de pão seco e o pistache no processador de alimentos. Colocar em uma tigela e acrescentar um pouco de sal e pimenta do reino a gosto. Reservar.
Misturar o maple syrup (xarope de bordo) e a mostarda em uma tigela. Reservar.
Retirar o Carré de Cordeiro da marinada e besuntar com a mistura de mel e mostarda. Depois envolver na mistura de farinha de pão com o pistache. Pressionar um pouco para as misturas aderirem bem ao Carré de Cordeiro.
Colocar em uma assadeira untada com um pouco de azeite. Cobrir cada ossinho do Carré de Cordeiro com papel alumínio para não queimarem no forno.
Levar ao forno preaquecido a 220 graus célsius por aproximadamente 20 minutos (se quiser a carne meio mal passada) ou 30 minutos (se quiser a carne ao ponto). Cada forno poderá variar um pouco, por isso é importante assar por 20 minutos, cortar um pedaço e verificar o ponto da carne.
Retirar o papel alumínio e esperar uns 5 minutos para cortar o Carré de Cordeiro na junção dos ossos. Servir imediatamente. Se quiser, pode servir com um Molho de Redução de Balsâmico (ver receita aqui) que combina muito bem.
HUMMM!!! SERVIDO(A)???

terça-feira, 9 de maio de 2017

Carré de Cordeiro com Molho de Redução de Balsâmico

Meu Primeiro Carré de Cordeiro (receita fácil, prática e deliciosa)...
Eu comprei 2 (duas) peças de "Carré de Cordeiro" e depois fiquei me torturando "você não sabe preparar e agora o que você vai fazer???" Fui procurar várias receitas na internet, acabei pegando algumas dicas e fiz uma a "minha moda" (risos). Agora eu posso falar que sei preparar um DELICIOSO "Carré de Cordeiro" e muito fácil de fazer. A turminha de casa ADOROU e pediu BIS!!!  Agora eu tenho coragem de arriscar receitas mais ousadas (risos)...
Carré de Cordeiro com Molho de Redução de Balsâmico
(receita adaptada daqui)

Ingredientes do Carré de Cordeiro:
500 g de carré de cordeiro
1 colher (sobremesa) rasa de mix de tempero (tomilho, açafrão da terra e pimenta calabresa)
1 cebola picada
1/2 taça de vinho tinto
3 colheres (sopa) de azeite de oliva
1 colher (sopa) de vinagre balsâmico
1 colher (sopa) de suco de limão
pimenta do reino a gosto
sal a gosto

Modo de Preparar o Carré de Cordeiro:
Temperar o carré de cordeiro com todos os ingredientes (com exceção do sal) e deixar marinando no mínimo de um dia para outro (dentro da geladeira) ou no mínimo por 2 horas.
Tirar o carré de cordeiro temperado da geladeira no mínimo 30 minutos antes de preparar. Retirar o carré de cordeiro da marinada.
Preaquecer o forno a 220 graus célsius.
Aquecer uma frigideira com um pouco de azeite de oliva e selar o carré de cordeiro dos dois lados. Voltar o carré de cordeiro na marinada e acrescentar o sal. Embrulhar os ossos do carré de cordeiro com papel alumínio para não queimar quando ir ao forno.
Colocar o carré de cordeiro com a marinada em uma assadeira untada com azeite de oliva. Levar ao forno preaquecido a 220 graus célsius por aproximadamente 20 minutos. Retirar do forno e cortar em pedaços (nas juntas dos ossos). Servir com Molho de Redução de Balsâmico e Polenta Mole (opcional).

Ingredientes para Molho de Redução de Balsâmico:
250 ml de vinagre balsâmico
2 colheres (sopa) de açúcar refinado

Modo de Preparar o Molho de Redução de Balsâmico:
Misturar tudo e cozinhar, em fogo baixo, até reduzir o molho até ficar espesso.

Carré de Cordeiro Fácil, Prático e DELICIOSO!!!


quarta-feira, 3 de maio de 2017

Torta Banoffee

Sobremesa Simples e Sofisticada...
Querido leitor, você deve estar se perguntando: como uma sobremesa pode ser simples e ao mesmo tempo sofisticada, não é mesmo??? Agora a explicação: a sobremesa é muito simples para preparar e sofisticada para servir. Gostou??? O pessoal em casa AMOU e ainda pediu BIS!!!
Torta Banoffee
(receita de duas pessoas muito queridas: Patricia Nagase e Marisa Tsutsumi)
Ingredientes para Base da Torta:
200 g de biscoito Maizena (pode ser substituída por biscoito de leite diet)
100 g de manteiga sem sal derretida

Ingredientes do Recheio:
300 g de doce de leite (pode ser diet)
6 bananas nanicas cruas (eu assei as bananas no forno) e cortadas em rodelas
canela em pó (opcional)

Ingredientes da Cobertura:
250 g de creme de leite fresco (chantilly)
2 colheres (sopa) de açúcar (pode ser substituído por adoçante)
cacau em pó (opcional)

Modo de Preparar a Base da Torta:
Forrar uma forma redonda de fundo removível (26 cm de diâmetro) com papel manteiga untada com manteiga. Reservar.
Preaquecer o forno a 180 graus Celsius. Reservar.
Triturar os biscoitos no liquidificador ou no processador de alimentos até ficar uma farinha grossa. Misturar a manteiga derretida. Forrar a forma redonda reservada com essa mistura apertando o fundo e as laterais com a ponta dos dedos para formar o fundo da torta e uma pequena borda para o recheio. Levar para assar por aproximadamente 10 a 15 minutos até dourar levemente. Cuidado para não deixar dourar demais. Deixar esfriar e reservar.

Modo de Preparar o Recheio:
Você pode usar as bananas cruas (in natura) e para isso basta cortá-las em rodelas. Ou, se quiser, pode assar as bananas nanicas (como eu fiz) com casca no forno a 180 graus Celsius até ficarem macias, deixar esfriar, descascar, escorrer o excesso de suco que formou ao assar e cortar em rodelas também.
Cobrir a base da torta com o doce de leite e colocar por cima as bananas cortadas. Polvilhar com canela em pó (opcional).

Modo de Preparar a Cobertura:
Deixar o creme de leite fresco no freezer por uns 10 minutos antes de utilizar. Bater o creme de leite fresco na batedeira até virar chantilly. Adicionar o açúcar e misturar bem. Cuidado para não bater o creme de leite fresco demais porque ele pode virar manteiga.
Cobrir a torta com o Chantilly com auxílio de um saco de confeitar. Polvilhar com cacau em pó (opcional). Levar para gelar até a hora de servir. Desenformar com cuidado e devorar....
Sobremesa Simples e Sofisticada!!!
Comprove...

domingo, 5 de fevereiro de 2017

Bolo de Fubá Sem Açúcar e Sem Farinha de Trigo

Novas Experiências Culinárias...
Olá Pessoal, eu estou bem sumida desse cantinho, né??? É que eu estava cuidando da minha saúde porque eu tinha engordado muito e a minha taxa de glicemia estava nas alturas... Por isso, acabei entrando em uma dieta e praticando muitos exercícios físicos...
Eu estou voltando aos poucos e com algumas novidades, principalmente para quem está evitando a ingestão do açúcar refinado, adoçantes artificiais e farinha de trigo branca.
Andei fazendo algumas experiências, substituindo o açúcar refinado por frutas secas (por exemplo: uvas passas, damascos e tâmaras) e a farinha de trigo branca por aveia nas suas variações (flocos, farelo e farinha) em algumas receitas de bolos. E surpreendentemente os bolos ficaram bem macios, molhados e DELICIOSOS!!! Por isso, estou aqui para compartilhar essas DELÍCIAS!!!
Hoje a receita é do Bolo de Fubá da Tia Rosa (já publicado aqui) que foi adaptada, onde o açúcar foi substituído pelas Tâmaras e a farinha de trigo branca pela aveia. Simplesmente MARAVILHOSO!!! Vale a pena provar...

Bolo de Fubá Sem Açúcar e Sem Farinha de Trigo
(receita adaptada do Bolo de Fubá da Tia Rosa)
Ingredientes:
3 ovos grandes
2 xícaras (chá) de tâmaras sem sementes e picadas
1 xícara (chá) de óleo
1 xícara (chá) de leite
1 xícara (chá) de fubá
1 e 1/2 xícara (chá) de aveia em flocos (pode ser fino ou grosso)
1 colher (sopa) de fermento em pó
canela em pó a gosto (opcional)
sementes de erva doce a gosto (opcional)

Modo de Preparar:
Bater bem os ovos, as tâmaras, o óleo e o leite no liquidificador até formar uma massa líquida e homogênea. Reservar.
Misturar o fubá, a aveia, o fermento, a canela em pó e as sementes de erva doce em uma tigela. Acrescentar a mistura do liquidificador e misturar bem. Reservar.
Untar uma forma redonda (de preferência com furo central) com manteiga ou óleo e polvilhar com fubá misturada com um pouco de canela em pó.
Colocar a mistura reservada na forma e levar ao forno pré aquecido a 180 graus célsius por aproximadamente 30 minutos ou até a prova do palito.
Retirar do forno, esperar uns 10 minutos e desenformar. Pronto e agora é só devorar...
HUMMM!!! PENA QUE ACABOU...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...